SINERJ – Realizações e Conquistas

 

  • Realização de Assembleias Gerais trimestrais com a categoria
  • Para 2017, serão realizadas Assembleias por área de trabalho com a categoria.
    Foi criado o primeiro núcleo sindical com as nutricionistas do município do RJ. (Representante: Maria da Penha e Andreia Sacramento)
  • Núcleo sindical de nutricionista dos planos de saúde (Representante: Flora)
  • Participação do Sindicato nas reuniões sobre concursos públicos. Representante do SINERJ para participar das reuniões sobre Concursos Públicos com CRN-4: Geisa Santana.
  • Visita do Sindicato aos locais de trabalho, estreitando as relações com a categoria e suas demandas.
  • Sobre os dissídios 2015/2016, conquista de reajuste de 10,37% no Piso Regional da categoria, que vai subir para R$ 2.684,99 (Dois mil, seiscentos e oitenta e quatro reais e noventa e nove centavos). É o que determina o projeto de lei 1.459/16, do Executivo, que a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou nesta quarta-feira (06/04), em discussão única.
  • Modernização do site, com mais informações e de forma mais clara e funcional para a categoria
  • Boleto de pagamento disponível via internet do Imposto Sindical no site do SINERJ com esclarecimentos a respeito dos riscos e prejuízos de se pagar para os Sindicatos Patronais esse imposto compulsório determinado pelo código civil brasileiro;
  • Solicitar ao CRN-4 os contatos de todas os Nutricionistas do Estado do Rio de Janeiro para atualização e produção de um banco de dados mais completo deste Sindicato, visando envio de informações e avisos importantes para toda categoria;
    Redução da carga horária dos nutricionistas da Fundação Saúde de 32,5h para 30h/semanais.

 

2.1 – Diversas mobilizações, reuniões, assembleias, manifestações e articulações com a categoria em seus locais de Trabalho e agendadas em outros locais para traçar estratégias de encaminhamentos das justas demandas:
2.1.1 – Reuniões e assembleias com Nutricionistas do Instituto Nacional de Cardiologia, com decisão por consenso de paralisação dos serviços até que a empresa Facility pagasse os salários atrasados. Esses atrasados foram pagos horas depois da entrega do ofício do Sinerj à empresa.
2.1.2 – Reunião com Nutricionistas do Hemorio para fiscalizar denúncias de assédio moral e obrigação de processos de Trabalho que não competem à Nutricionista; e apoio diante do colapso da rede estadual e os prejuízos para o Serviço de Alimentação e Nutrição.
2.1.3 – Reunião com Nutricionistas do Hospital Federal do Andaraí;
2.1.3.1 – Com as contratadas do Ministério da Saúde para tentar organizar uma luta por aumento dos salários congelados desde 2005, e barrar a demissão em massa anunciada peladireção deste hospital;
2.1.3.2 – Com as nutricionistas da empresa terceirizada para traçar estratégias de ação diante de salários atrasados;
2.1.4 – Reunião e posterior assembleia com Nutricionistas contratadas dos Hospitais Federais para traças estratégias de ação, tentar organizar uma luta por aumento dos salários congelados desde 2005, e barrar a demissão em massa anunciada pelo RH do Ministério da Saúde;
2.1.5 – Reunião com Nutricionistas da Fundação Estadual de Saúde com vistas a conquistar a redução da Carga Horária, com posterior assembleia; e reunião com a Diretoria Executiva desta fundação e com representantes das Nutricionistas contratadas pela mesma;
2.1.6 – Assembleia no IEDE;
2.1.7 – Efetivação de acordo salarial das Nutricionistas do Hortifrutti de acordo com as respectivas demandas apresentadas aoSINERJ;
2.1.8 – Participação ativa na luta contra o colapso da rede estadual de saúde, e, assembleias,reuniões e manifestações;
2.1.9 – Organização e participação em manifestações dos Trabalhadores dos Hospitais Federais;
2.1.10 – Realização da 1ª Assembleia Geral de Nutricionistas do Estado do Rio de Janeiro do Século XXI;
2.1.11 – Realização do Evento de Posse da nova diretoria do SINERJ, com presença de dezenas de Nutricionistas e de diversos movimentos sociais parceiros;
2.2 – Implantação de plantão jurídico na sede do SINERJ para atender às demandas da Categoria;
2.3 – Luta pela Convenção Coletiva anual em disputa com Sindicatos Patronais, junto ao Ministério do Trabalho e Emprego, para fechar os acordos coletivos de 2015/2016, e incluir o acordo de 2014/2015 atrasado, demanda que assumimos da antiga direção. Esse processo está em fase de finalização e efetivação;
2.4 – Reuniões e trabalhos exaustivos para implementar toda uma transição administrativa e política da nova diretoria no SINERJ;
2.5 – Reestruturação em curso: físico-funcional, de infra estrutura, de quadro de pessoal; de Processos de Trabalho e de Tecnologia da Informação;
2.6 – Atendimento e tratamento de centenas de demandas da categoria comunicadas via telefone e emeios, com novos métodos de abordagem de forma que qualifique o atendimento junto à categoria;
2.7 – Regularização da situação do Sinerj junto aos órgãos competentes: cartórios, Ministérios do Trabalho, órgão de controle e fiscalização, certificação digital, etc.